Dra. Helena Lopes da Silva

  • 1975 - Licenciatura em Medicina em 1974-75, pela Faculdade de Medicina de Lisboa, com 14 valores.Concurso de Admissão ao Internato da Especialidade – 93% de respostas certas.
  • 1981/1987 - Internato Complementar de Cirurgia Geral
  • 1987 - Exame Final do Internato Complementar de Cirurgia Geral com a classificação de 19 valores (1ª classificada em 5 candidatos).
  • 1988 - Concurso de Provimento de Vaga para Assistente Hospitalar do Hospital do Montijo:classificação de 14,6 valores - 27º lugar em 48 candidatos
  • 1989 - Concurso de Provimento de Vaga para Assistente Hospitalar do Hospital do Barreiro:16,4 valores – 16º lugar em 49 candidatos - Concurso de Provimento de Vaga para Assistente Hospitalar do Hospital de Elvas: 17 valores – 5º lugar em 42 candidatos
  • 1992 - Hospital de Santa Maria: Concurso para provimento de Vaga de Assistente de Cirurgia Geral – 6º lugar em 28 candidatos - 15,6 valores (ex aequo) com 4º e 5º classificados
    • - Hospital de Santa Maria: Concurso para Assistente de Cirurgia Geral Perfil Experiência em Cirurgia Biliopancreática – 1º lugar em 8 candidatos, com a classificação de 18,3valores.
  • 1992 - Desde 1992 Chefe de Equipa de Banco (Urgência Externa) de Cirurgia (durante 24anos)
  • 1993 - Membro do Colégio da Especialidade de Cirurgia da Ordem dos Médicos
  • 1994 - Provimento em Assistente de Cirurgia Geral
  • 1995 - Chefe de Equipa de Consulta Externa de Cirurgia 1 durante 20 anos Coordenadora da Consulta de Cirurgia do Serviço de Cirurgia 1 desde 2004 até à Departamentação em 2014 (18 anos)
  • 1996 - Representante do serviço na Comissão de Controlo da Infecção 1997- 2000 – Adjunta da Directora do Internato Médico. Nesta qualidade substituição da Directora nos períodos do seu impedimento e representante do Internato Médico do HSM na Comissão Nacional do Internato Médico (CNIM)Durante a vigência no cargo de Adjunta do Internato Médico integra a ComissãoRedactorial da Revista do Interno e foi responsável pela organização e realizaçãode vários Cursos de Formação para Internos:
    • 1. Abordagem do choque em colaboração com o Serviço de Anestesiologia e Cardiologia - Outubro 1997;;
    • 2. Diabetes no doente internado, em colaboração com o Serviço Diabetes - Novembro 1997;;
    • 3. Antibióticos - Quando e Quais? em colaboração com a Bacteriologia, Farmácia e Serviço Infecto-Contagiosas - Maio 1998;;
    • 4. Alterações do Equilíbrio Hidroelectrolítico e Ácido-Base, em colaboração com o Serviço de Nefrologia ­ Novembro 1998;;
    • 5. Terapêutica Médica dos Tumores Sólidos, em colaboração com a Oncologia Médica - Março 1999;;
    • 6. Neurologia no Serviço de Urgência, em colaboração com o Serviço Neurologia - Novembro 1999;;
    • 7. A Saúde e o Direito, em colaboração com a Universidade do Minho – Dezembro 1999.
  • 1998 - 2001 ­ Membro da Comissão de Escolha de Material Cirúrgico para o Banco deUrgência
  • 1998 ­ 2016 ­ Chefe de Tira Responsável de Uma das Equipas Cirúrgicas do Serviço
  • 1998 ­ Graduação em Consultora de Cirurgia Geral
  • 1996 ­ Curso de Formação Pedagógica para Orientadores dos Internatos Médicos Ordem dos Médicos Lisboa ­ 60 horas
  • 2001 ­ Concurso para lugar de Chefe de Clínica – De 3 candidatos para 2 vagas fica em 3º lugar
  • 2004 ­ 2013 ­ Coordenadora da Consulta Externa de Cirurgia do Serviço de Cirurgia 1 até à Departamentação (9 anos)
  • 2006 - Projecto de investigação de “Aparelho Iluminador para Instrumentos Cirúrgicos”patente de invenção portuguesa N0 103654, inventor Dr. F Bruto da Costa com quem colaboro
  • 2006 ­- 08 - ­ Curso de Mestrado em Gestão da Saúde – Escola Nacional de Saúde Pública / Universidade Nova de Lisboa.
  • 2009 - Discussão da Tese de Mestrado sobre “A Satisfação dos/as Utentes com a Consulta de Cirurgia do Serviço de Cirurgia 1 do HSM – Metodologia e Elementos deAvaliação: Estudo de caso e Questionário": Orientadora Professora Doutora Paula Lobato Faria da Escola Nacional de Saúde Pública/Universidade Nova de Lisboa(ENSPL/UNL) e Co-Orientador Professor Doutor Paulo de Matos Costa da Faculdade de Medicina de Lisboa.
  • 2009 - Mestre pela Escola Nacional de Saúde Pública / Universidade Nova de Lisboa com 17 valores. O júri foi constituído pelo Professor Doutor Antónlo Correia de Campos como Presidente e pelo Professor Doutor António Barbosa (FML) como arguente e pelos Professor Doutor Luís Graça (ENSPL/UNL), Professora Doutora Paula Lobato Faria (ENSPL/UNL), Professor Doutor Paulo de Matos Costa(FML).
  • 1980 - 2010 - Colaboração no Ensino Desde a entrada para a especialidade em 2008 até hoje colabora no ensino pré-graduado (Cadeira de Cirurgia III, Cirurgia II e Cirurgia I) como Assistente Convidada, da Faculdade de Medicina de Lisboa e da Cadeira de Introdução à Clinica desde a sua criação, leccionando duas turmas por ano.
  • 2001 a 2003 – Formadora no Curso Avançado de Trauma – CAT Médicos realizado no Centro de Cirurgia Experimental do HSM. Há vários anos em colaboração profícua com a Associação de Estudantes da FML, no sentido de colmatar uma deficiência na sua formação, no que diz respeito à aquisição de competêncianm prática em suturas, introduzi e coordeno Workshops de Suturas 2 vezes por ano que abrangem cerca de 80 alunos/ano e 1 vez por ano, com a mesma Associação, Workshops também de Suturas no âmbito do AIMS (Associação Internacional de Estudantes de Medicina) com 30 alunos nacionais e estrangeiros. De 1998 a 2000 Integra o Gabinete de Estudos e Cooperação com as Comunidades – como membro da equipa a convite do seu Director Professor Doutor Paulo Ramalho. Uma das preocupações desse Gabinete era a integração e o sucesso escolar dos vários alunos(as) dos PALOP que estudam na FML. Para implementar a integração e uma melhor aproximação dos estudantes nacionais com os que vêm de fora, o Prof. Paulo Ramalho Director do Gabinete e eu própria, juntamente com a Associação de Estudantes, realizámos a “Semana Cultural Africana e não Só”, evento que teve 3 edições com um saldo que considerámos muito positivo no encontro de culturas, no desenvolvimento de laços de solidariedade e tolerância entre os estudantes nacionais e os que vêm dos PALOP e não Só.

ENSINO - ENFERMAGEM

Nos anos lectivos de 1982 e 1983, a convite da Direcção da Escola de Enfermagem Calouste Gulbenkian, lecciona a Cadeira de Patologia Médico-Cirúrgica ao Curso de Equiparação do Curso de Enfermagem Psiquiátrica ao de Enfermagem Geral.

ENSINO GRADUADO E PÓS GRADUADO

Tutora e co-tutora de vários Internos do Internato Complementar de Especialidade de Cirurgia e de Estágios Parcelares do Internato Complementar de Especialidade nomeadamente de Dermatologia, de Ginecologia, de Cirurgia Cardio-Torácica, Cirurgia Plástica, de Ortopedia, de Cirurgia Vascular e de Medicina Geral e Familiar. Neste âmbito responsável pela formação de alguns especialistas de Cirurgia Geral, hoje ocupando lugares com responsabilidade e de chefia nos Hospitais e Instituições onde trabalham. De 2001 a 2003 Formadora no Curso Avançado do Trauma – CAT Médicos no Centro de Cirurgia Experimental do HSM. Orientadora de Estágio de muitos Alunos da Área de Cirurgia desde há vários anos compreendendo já dezenas de alunos. Orientadora de “Tese de Mestrado Integrado em Medicina” de mais de uma dezena de alunos de Medicina desde 2009, orientando temas como: Um Caso “Feliz” de Adenocarcinoma doPâncreas (2009), Insulinoma numa Doente Idosa com Diabetes (2009),), Uma ComplicaçāoRara Duma Doença Pouco Comum (2009), Case-Report Neoplasia do Recto Baixo –importância do mesorecto (2010), Indicação Cirúrgica na Pancreatite Necrosante na Viragemdo Século XX (2010), Insulinoma: Case-Report de um Tumor Invisível (2012), NOTES - OFuturo da Cirurgia (2012), Tumor Carcinóidedo IntestinoDelgado (2012), IncidentalomaPancreático (2013),Case-Report de um Carcinóide Gástrico (2013), Pancreatite Aguda (2014),Insulinoma Recidivante (2015), e elemento de júri de avaliação desses mestrados e demestrados de outros orientadores. Actualmente tem 3 Teses a aguardar a discussão com osseguintes temas: Isquémia do Colon Direito num Doente em Hemodiálise, Hiperbárica eHemorragia Digestiva Alta e Laparostomia/Vacuoterapia no seculo XXI. Membro de vários Júrisde Exames de Saída de Internos de Complementar de Cirurgia e de Concursos paraProvimento de Vagas e de Graduaçāo em Consultor em Cirurgia.

PARTICIPAÇÃO COMO PALESTRANTE EM REUNIÕES CIENTÍFICAS

  • 1988 - TERAPÊUTICA ANTIMICROBIANA
    Mesa Redonda - INFECÇÕES ABDOMINAIS
    4º Encontro de Farmacêuticos HospitalaresParticipantes: Ermelinda Camilo, Paula Alexandrino, Ana Paula Reis,Maria Odete Rodrigues e Helena Lopes da SilvaOrganização da Direcção Geral dos Hospitais
  • 1989 -SIMPÓSIUM SOBRE ANTIBIOTERAPIA
    Mesa Redonda. Tema: Antibioterapia Profilática em CirurgiaJosé Mendes do Vale e Helena Lopes da SilvaHospital Distrital de Santarém
  • 1992 -PROFILAXIA ANTIBIÓTICA
    Helena Lopes da Silva
    Mesa Redonda sobre InfecçãoJosé L. Boaventura, Joana Quaresma, Germano do Carmo, Leça de Veiga,Jornadas de Medicina do Hospital do Barreiro
  • 1993 - COMPLICAÇÕES NA LITÍASE BILIAR "COLECISTITE AGUDA"
    Mesa Redonda
    Helena Lopes da SilvaMesa: M. Luciano, Helena Lopes da Silva, T. Silva, R. Mesquita LimaJornadas de Cirurgia de CascaisHospital Distrital de Cascais"
  • EXPERIÊNCIA E CONTRIBUTOS ACTUAIS DE HOSPITAIS DE VÁRIOS NÍVEISNA ABORDAGEM DA HIDATIDOSE HUMANA
    Mesa Redonda
    Experiência do Serviço de Patologia CirúrgicaHelena Lopes da SilvaDirector: Prof. Dr. F. Paredes. Chefe de Serviço: M. Diaz GonçalvesNovembro - Cascais
  • 1995 - ANTIBIÓTICOS E INFECÇÃO HOSPITALAR
    Mesa Redonda
    Leça da Veiga, Germano do Carmo, Helena L. da Silva, José António Malhado,José Luís BoaventuraHospital Distrital de Santarém.1997
  • 1997 - TRANSFUSÃO EM CIRURGIA GERAL
    Mesa Redonda
    Álvaro Monteiro e Helena Lopes da SilvaHospital de Reynaldo dos Santos - Vila Franca de Xira
  • 1998 - PROFILAXIA ANTIBIÓTICA EM DOENÇAS CIRÚRGICAS
    Mesa Redonda
    Helena Lopes da SilvaAntibióticos Quando e Quais?Organização do Internato Médico do HSM

    URGÊNCIAS HOSPITALARES
    Mesa Redonda: A Urgência na Formação do InternoInternato Geral no Contexto Hospitalar
    Helena Lopes da SilvaOrganização do Departamento de Educação Médica da FML/HSM
  • 2003 -NUTRIÇÃO NA PANCREATITE AGUDA
    Helena Lopes da Silva
    Hospital Da Covilhã - Um Dia, Um Tema (Sociedade Portuguesa De Cirurgia)
  • 2007 - CIRURGIA NA PANCREATITE AGUDA GRAVE
    Helena Lopes da Silva
    Jornadas de Cirurgia do Hospital de Reynaldo dos Santos – VFXira
  • 2016 - ASPECTOS CLÍNICOS E ORGANIZATIVOS DE UM SERVIÇO DE CIRURGIA
    Helena Lopes da Silva
    VII Congresso Médico Nacional dos Hospitais de Cabo Verde

Apresentação de várias comunicações, posters e vídeos nas reuniões científicas nacionais einternacionais e da Sociedade Portuguesa de Cirurgia em praticamente todos os anos.Participação como Elemento de Mesa de Condução dos Trabalhos dos Congressos daSociedade Portuguesa De Cirurgia

Trabalhos Publicados

  • HIPERALDOSTERONISMO PRIMÁRIO - ESTRATÉGIA DIAGNÓSTICA
    J. Portugal, M. Oliveira, I. Almeida, C. Vasconcelos, M. A. Pinto de Albuquerque, M. HelenaSilva, M. Diaz, M. Luísa Cristina, M. Liliana Guerreiro
    BOLETIM DO HOSPITAL DE EGAS MONIZ, 8, 23-38, 1985
  • COMPOSITE TUMOUR OF THE MAIN BILE DUCT PRODUCING SEVERAL REGULATORYPEPTIDES
    José Ducla-Soares, Margarida Ferreira, Celeste Campos, Guida Portela Gomes, A. Ginestal-Cruz, Helena Lopes da Silva, M. Diaz Gonçalves.
    THE AMERICAN JOURNAL OF Gastroenterology
  • PROFILAXIA ANTIBIÓTICA EM DOENÇAS CIRÚRGICAS
    Helena Lopes da Silva

    REVISTA DO INTERNO
    Publicado como texto de apoio ao Curso Antibióticos, Quando e Quais? do InternamentoMédico - 1992.
  • TUBERCULOSE INTESTINAL E SIDA - A PROPÓSITO DE UM CASO CLÍNICO RECENTE
    G. Carmo, M. L. Araújo, M. A. Norberto, M. J. Gomes, Helena Lopes da Silva
    SEPARATA DA REVISTA PORTUGUESA DE DOENÇAS INFECCIOSAS, 1998
  • UM CASO DE DOENÇA INFLAMATÓRIA DO INTESTINOARQUIVOS HEPATOGASTROENTEROLÓGICOS PORTUGUESES
    Abril/Junho, 1998, vol 7 - n1 2, pág. 47-98.
  • FEOCROMOCITOMA NO ÂMBITO DA NEOPLASIA ENDÓCRINA MÚLTIPLA FAMILIAR DOTIPO 2A. ESTUDO DE UMA FAMÍLIA
    M. Jrr. Coeia, L. Oliveira Lopes, M. J. Bugalho, L. Cristina, A. I. Santos, A. D. B. Bordalo, B.Pinho, Helena Lopes da Silva, M. Diaz Gonçalves, C. Ribeiro, J. T. Tuna
    REVISTA PORT CARDIOL 2000:19 (1): 11-31
  • TRATAMENTO CIRÚRGICO DO QUISTO HIDÁTICO
    Helena Lopes da Silva
    REVISTA DO INTERNO 1997; 8: 57-62
  • Um Caso De Tumor De Grawitz Em Doente Com Síndrome Febril ArrastadoT. S. Mendes, Helena Lopes da Silva, S. Felisberto, A. Ferreira, E. Oliveira, R. M. Santos,Diaz Gonçalves, Prof. Dr. Luciano Ravara
      REVISTA DO INTERNO
    • Tuberculose Extrapulmonar Abdominal. A Propósito de 3 Casos ClínicosAlda Pinto, Helena Lopes da Silva e col
      REVISTA SÉPSIS E INFECÇÃO – Março 2010
    • Autora do Capítulo “Cirurgia na Necrose Pancreática“do Livro Pâncreas da Biblioteca deGastroenterologia. Editor Professor Carneiro Chaves. Editora Permanyer 2009

ACTIVIDADE CIRÚRGICA

A minha actividade cirúrgica abrange toda a cirurgia geral gastrointestinal, ginecológica, daglândula tiroideia, da parede abdominal e das varizes.A casuística pessoal contabiliza mais de 4000 cirurgias como cirurgiã e milhares de ajudas como ajudante e várias centenas como ajudante sénior dos internos em formação e de especialistasmais jovens.Formação cirúrgica iniciada oficialmente em 1981, portanto há 35 anos, no Serviço de PatologiaCirúrgica dirigida à época pelo Prof Celestino da Costa, integrada na equipa do Dr. DiazGonçalves com os Assistentes Drs. Rocha Pires e José Mendes do Vale, com quem trabalheiaté à minha graduação em Assistente Hospitalar. Durante estes longos anos como expectável,a Cirurgia sofreu várias reorganizações das equipas e chefias, o que levou a que eu tivessetrabalhado com vários Directores de Serviço – Prof Celestino da Costa, Prof Fernando Paredes,Dr. José Vale, Prof Paulo Costa e actualmente Prof J Crespo Mendes de Almeida - que me derama oportunidade de vivenciar formas e orientações diferentes no modo de ver e fazer cirurgia.A área de maior especialização é a área hepatobiliopancreática que deriva do facto de grandeparte da minha formação ter sido feita com o Dr. Diaz Gonçalves, meu pai cirúrgico e o meuMestre, que tinha especial gosto, experiência e competência nessa área abrangente da cirurgiae onde por consequência acumulei mais experiência e “skills”.Com o evento da Laparoscopia tenho vindo a desenvolver experiência nesta via de abordagem,nomeadamente na cirurgia das vias biliares (colecistectomia), na cirurgia da doença do refluxogastroesofágico (operação de Nissen), na cirurgia do baço (esplenectomia), na cirurgia colo-rectal e na cirurgia do aparelho genital feminino.Apresentação de várias comunicações, posters e vídeos nas reuniões científicas nacionais einternacionais sobre estas áreas.Frequência de vários cursos de Cirurgia Minimamente Invasiva em Portugal e no Estrangeiro econcretamente do primeiro Curso de Cirurgia Laparoscópica da SPECE (2 dias) em 1992, doCurso Formacion Teórico-Prática En Laparoscopia Quirúrgica do Dr Ballesta Lopez HospitalPrinceps d’Espanya durante 1 semana em Barcelona em 1996 e no 1 Curso de Actualização emCirurgia Laparoscópica Avançada do Hospital Pulido Valente em Lisboa (2 dias) sob a direcçãodo Dr Queirós de Medeiros, no Post-Graduate Course “Minimally Invasive Endocrine SurgeryWorkshop” em Nova York em 1999 (2 dias) do Prof. Gagner e num estágio em Laparoscopiadurante 1 mês com o Prof Júlio Teixeira no Montefiore Medical Center, Department of SurgeryUniversity College for the Albert Einsten College of Medicine em 2001.Em 2003 formadora do Curso Básico de Laparoscopia em Colecistectomia Laparoscópica,promovido pelo Prof Dr Júlio Teixeira, no Hospital Agostinho Neto Cabo Verde, com a duraçãode 1 semana em que monitorizámos os nossos colegas na realização das colecistectomias poresta via.Com a Departamentação da Cirurgia implementada pela direcção do Prof Crespo Mendes deAlmeida, no Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN/HSM-HPV), fiquei integrada na UnidadeColo-Rectal coordenada pelo próprio, o que me permitiu aprofundar e acumular mais experiênciana área colo-rectal e da patologia proctológica. Concretamente tive oportunidade de desenvolvermaior capacidade no tratamento das lesões malignas do recto baixo (RAR Baixas e AnastomosesColoanais e Ressecções Abdominoperineais tipo I) e aumentar a experiência no tratamento dashemorroidas (Milligan & Morgan e Hemorroidopexia de Longo) e fístulas complexas e fissuras.Outra área de grande interesse e em que eu tenho-me dedicado nestes últimos anos é a daLaparostomia e da Terapêutica com Pressāo Negativa (Vacuoterapia) em situações dePeritonites Graves, situações de “Damage Control”ou Hipertensāo Intra Abdominal ou deRevisitas Programadas bem como no controlo de infecções e feridas complexas da paredeabdominal e com fístulas enteroatmosféricas, com resultados