Cirurgia Estética Genital / Cirurgia Da Intimidade

Cirurgia Estética Genital / Cirurgia Da Intimidade

São as cirurgias da mulher e do homem realizadas nos órgãos genitais e que, directa ou indirectamente, têm a ver com a sexualidade. Este tipo de cirurgias tem tido um aumento de procura muito significativo, estando muito na moda em vários países, como os Estados Unidos, Brasil, Coreia, Austrália e Europa.

Como qualquer outra parte do corpo a estética dos genitais femininos faz todo o sentido. O transtorno físico e psicológico de um órgão sexual mal formado causa muito sofrimento, com dor física e psicológica. É um problema bem mais comum do que se possa imaginar. Pensa-se que uma em cada mil mulheres apresenta distúrbios desta natureza.

A cirurgia da intimidade pode ser feita em qualquer fase da idade adulta.

Uma das situações mais frequentes, e que algumas mulheres a têm durante toda a vida, são os pequenos lábios exagerados de causa congénita. Em alguns casos, eles são tão salientes, que impedem a mulher de usar calças muito justas ou biquínis. Além disso, atrapalham o acto e o prazer sexual.

Com os pequenos lábios hipertrofiados, a vagina fica mais fechada e há maior probabilidade de contrair inflamações e infecções. Na maioria desses casos, a mulher costuma apresentar excesso de corrimento vaginal (leucorreia).

Não podemos minimizar a vagina e os genitais femininos, que podem ter cuidados de embelezamento e rejuvenescimento, seja ou não através de cirurgias. Fazem-se tatuagens, colocam-se piercings, depila-se, ginastica-se, diminuem-se ou aumentam-se os pequenos ou os grandes lábios, diminui-se o monte de Vénus, altera-se a cor, expõe-se mais ou menos o clitóris, bem como se alteram as suas dimensões, alarga-se ou estreita-se a vagina e até se reconstitui o hímen.